Portal UFSC

O objetivo deste documento é orientar servidores e estagiários que trabalham na área de comunicação da UFSC sobre os procedimentos editoriais adotados no site oficial (www.ufsc.br).

Diariamente os textos produzidos sobre a Universidade são publicados no portal e em informativos institucionais e enviados aos meios de comunicação. Daí a preocupação com a forma com que esses produtos têm sido apresentados à sociedade.

O que publicar no site?

O site da UFSC é um dos principais canais de comunicação da instituição com a comunidade externa e interna.

No site encontram-se Notícias, Eventos, Avisos e matérias de Jornalismo Científico. Nesta categoria, será publicada a produção regular de material jornalístico, com linguagem acessível, sobre as pesquisas realizadas na UFSC em diferentes áreas de conhecimento.

Critérios:

  • matérias envolvendo a UFSC, partindo-se de fontes institucionais ou externas;
  • eventos educativos, culturais e científicos, promovidos, apoiados ou que tenham participação da UFSC, tais como congressos, seminários, mesas-redondas, oficinas, palestras, jornadas, fóruns etc;
  • matérias de organizações e publicações afins sobre temas de interesse institucional, oriundas dos governos federal e estadual, MEC, MCTI, Andifes, Capes, CNPq, SBPC, Fapesc etc;
  • ofertas de bolsas, premiações e fontes de financiamento na área de educação e pesquisa;
  • participação de membros da UFSC em eventos externos como palestrantes e expositores, evitando-se divulgar sua participação somente como ouvintes.

O site restringe a publicação de artigos de opinião.

Jornalismo Científico

Objetivos:

  • aproximar a comunidade do conhecimento produzido na Universidade;
  • levar ao grande público via meios de comunicação, a produção científica e tecnológica de laboratórios, núcleos de pesquisa e outras unidades da UFSC;
  • colaborar com o processo de transferência tecnológica;
  • aumentar os espaços de divulgação de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) nas mídias local e nacional;
  • promover a visibilidade de trabalhos de pesquisa da UFSC;
  • colaborar com a divulgação e o debate de temas relevantes de CT&I;
  • colaborar com o entendimento da importância da ciência básica e aplicada pela população;
  • conquistar e manter a parceria do pesquisador da UFSC no processo de popularização da ciência;
  • colaborar com a formação de estudantes na área de Jornalismo Científico;
  • colaborar com a melhoria do relacionamento entre veículos de comunicação e pesquisadores da UFSC;
  • estimular entre pesquisadores a prática de atendimento a veículos de comunicação, como contemplado na Plataforma Lattes.

Orientações para produção dos textos:

  • buscar linguagem acessível ao grande público;
  • buscar texto correto do ponto de vista da informação científica e tecnológica, ao mesmo tempo criativo e instigante, que mereça atenção dos veículos de comunicação;
  • desenvolver pautas com enfoque local (importância para a cidade e o estado) e também nacionais (estudos de impacto científico, tecnológico e social);
  • evitar a divulgação de informações pouco claras e que possam suscitar dúvidas ou erros por parte do jornalista do mercado de trabalho;
  • recomenda-se a revisão da matéria junto ao pesquisador antes de sua distribuição, para evitar a distorção de informações técnico-científicas;
  • orientar o pesquisador sobre a dinâmica do retorno do texto, uma prática possível na assessoria de comunicação (realizada com o objetivo de oferecer subsídio de qualidade ao jornalista do mercado), no entanto inadequada para a mídia em geral;
  • observar os temas/datas/ocorrências em destaque na mídia e que possam gerar pautas ou repercutir na busca de pesquisadores junto à Universidade ou na produção de matérias.

Divulgação de eventos científicos:

  • além de produzir matérias de apresentação, observar temas/palestrantes/conferências que possam render matérias/pautas específicas;
  • verificar a necessidade de mapeamento de veículos específicos da área, ou instituições (outras universidades, fundações de apoio, órgãos de financiamento à pesquisa) que possam/devam receber o material e auxiliar na divulgação do encontro;
  • observar programas ou editorias específicas que possam ter maior interesse na divulgação do evento/tema;
  • divulgar eventos institucionais voltados para premiação e valorização da ciência e da pesquisa, como, por exemplo, Prêmio Destaque da Iniciação Científica, Destaque Pesquisador etc.

Todas as matérias, sem exceção, devem ser analisadas, adaptadas e corrigidas antes de serem publicadas no site, respeitando-se as seguintes regras:

 

Guia de Estilo

Título:

Dar preferência a títulos curtos de, no máximo, duas linhas. Evitar a repetição de palavras, pontuação e siglas, pois isso dificulta o entendimento. Sigla em título, somente se for consagrada.
Ex: EMBRAPII credencia POLO para desenvolver projetos de inovação (evitar)

MEC libera recursos para IFEs (correto, pois são siglas consagradas)

Em eventos periódicos, no início dos títulos usar: “Agenda Cultural”, “Institucional”, “Vestibular 2014”, “Sepex 2014”, entre outros.
Ex: Vestibular 2014: UFSC divulga sexta chamada de calouros

Nos títulos, utilizar aspas simples (‘).
Ex: Palestra sobre mestres da narrativa histórica brasileira debate ‘A república dos bugres’

Texto:

Somente em casos específicos usar palavras em caixa alta e em negrito. Utilizar linguagem de fácil compreensão, respeitando-se o padrão formal da língua. Evitar termos rebuscados, coloquiais ou que tenham conotação preconceituosa ou discriminatória.

Evitar adjetivos.

Para situar o acontecimento no tempo, evitar o uso de “hoje”, “ontem”, “amanhã”. Escrever “O seminário começa nesta sexta-feira, 2 de janeiro”, e não “O seminário começa hoje”; ou “O seminário começou nesse domingo”, e não “O seminário começou no domingo passado”.

Itálico: deve ser usado para realçar os nomes das obras de arte ou de publicações, sejam elas livros, revistas, jornais. O itálico também serve para os estrangeirismos, neologismos ou quaisquer palavras que soem estranhas ao contexto.

Acontecer: utilizar este verbo para algo inesperado, imprevisto, não planejado. Usar “ocorrer”, “realizar”, “promover”.
Ex: O simpósio ocorreu no auditório do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ).

Nome e sobrenome: grafar corretamente e por completo os nomes das pessoas envolvidas na matéria. Ao citar pela primeira vez, utilizar o nome completo. Na segunda menção, se for mulher, identificar pelo primeiro nome; se for homem, pelo sobrenome. Neste último, se houver “Filho” ou “Júnior”, incluí-los na citação, e não abreviar “Jr.”.

Mais informações: no final da matéria, antes dos créditos, colocar “Mais informações: site, telefone e e-mail”. Não utilizar “Maiores informações” ou “Melhores informações”.

Se o site tiver um link extenso:
Ex: http://www.senado.gov.br/atividade/const/constituicao-federal.asp
Associá-lo à palavra “site”. Ex: Mais informações no site do Senado.

Se o link for “enxuto” e institucional, deixá-lo na forma convencional.
Ex: Mais informações: www.vestibular2016.ufsc.br.

Leia mais: no final da matéria, após “Mais informações” colocar “Leia mais”, com matérias e links associados ao tema.

Lattes: no caso de matérias que tratam de pesquisas dos programas de pós-graduação da UFSC, citar o orientador e incluir o currículo Lattes de alunos e professores citados no texto. Os currículos podem ser obtidos no site do CNPq.

Legenda: legenda e texto-legenda não têm ponto final.

Continue a leitura: separar o texto ao final do lead para que, depois de publicado, apareça “Continue a leitura”.

Sigla:

Citar, primeiramente, o nome por extenso da instituição, órgão ou setor, e depois a sigla, sempre entre parênteses. Ex: Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan).
Até três letras: caixa alta. Ex: CCB, CED.
Acima de quatro letras: caixa alta e baixa, quando se pronuncia a sigla. Ex: Prograd, em vez de PROGRAD. Exceções se aplicam quando a própria sigla da unidade tem grafia própria. Ex: MArquE.
Sigla em título, somente se for consagrada.

Grafia:

Telefone
Incluir código local (48). Separar os primeiros quatro dígitos. Ao informar mais de um ramal, manter o prefixo. Ex: (48) 3721-9601, 3721-2820.

Horário
4h30min e não 4h30.
10h e não 10 horas. Neste último caso, somente em final de frase.

Atenção: o símbolo de hora é “h”, o de minuto é “min”. Não se deve usar 7:00, 10:00h ou 21hs.
Ex: A aula começa às 19h, e não às 18 horas. A reunião inicia-se às 14h30min.

Reitoria
Usar caixa alta para se referir tanto ao prédio como à Administração Central.

Administração Central
Caixa alta.

Cargo
Caixa baixa. Ex: reitora, pró-reitor adjunto de Administração, secretário.

Gabinete da Reitoria
Caixa alta

Em exercício
Uso obrigatório em caso de substituição temporária do titular. Ex: reitora em exercício, pró-reitor em exercício.

Universidade
Usar caixa alta quando se referir à UFSC. A palavra “instituição” sempre em caixa baixa.

Campus
Campus (singular) e campi (plural) não usar em itálico, pois estão incorporadas ao léxico da língua portuguesa. O mesmo ocorre para e-mail, site, on-line, feedback, workshop, hardware, software, entre outras.

No caso da UFSC, usar da seguinte forma:
– Campus Florianópolis, Campus Curitibanos.

Prof. Dr.
Usar apenas “professor”.

Número
Números cardinais até 10 escrever por extenso, inclusive o dez, além de cem e mil, sejam cardinais ou ordinais. A partir do 11, escrever apenas a forma numérica. Evitar, quando não for obrigatório, o uso de algarismos romanos, principalmente no título da matéria.

Dia e mês
Escrever o dia com numeral cardinal, exceto o dia 1º, com ordinal. O mês sempre em caixa baixa. Ex: 1º de outubro, 25 de março.

Local
Usar caixa baixa para “rua”, “avenida”, “bairro” etc. Ex: rua Jerônimo Dias, sala 103, bloco B, auditório Garapuvu.

Nome científico
Escrever em itálico. Ex: Homo sapiens.

 

Nota de serviço:

Quando se tratar de eventos, publicar nota de serviço no final do texto, no seguinte formato: Serviço:
O quê:
Quando:
Onde:
Mais informações: (site, telefone e e-mail)

 

Crédito e assinatura:

Texto:

Devem-se assinar as matérias produzidas com originalidade do redator ou editor.
A assinatura aparece no final da matéria, depois do item “Mais informações”, conforme abaixo:

João dos Passos/Jornalista da Agecom/UFSC

ou

Fonte: José da Silva/Jornal do Sul

 

Foto:

As fotos internas estão disponíveis na pasta compartilhada “fot01”, “fotododia2014”. As pastas estão divididas por setores, com a identificação do assunto, nome do fotógrafo e data.

Quando for uma única foto, o crédito deve aparecer após a legenda. A partir de duas, o crédito vem no final do texto, conforme abaixo:

Fotos: João dos Passos/Agecom/UFSC

Às fotos externas atribuir o devido crédito a fim de resguardar os direitos autorais.Sem identificação do fotógrafo, o crédito virá como “Divulgação”. Caso seja copiada de algum lugar, virá como “Reprodução”.

 

UFSC na mídia:

Matérias que envolvem a UFSC veiculadas em outros meios de comunicação. Usar no título “UFSC na mídia: título original da matéria”. A matéria – texto e foto – deve ser colocada na íntegra e, no final, a fonte com o link para o endereço eletrônico de que foi retirada, e a data da matéria.
Ex: Fonte: Diário Catarinense, de 22 de março de 2014.

 

 

Vídeo:

Para incluir vídeos produzidos pela TV UFSC ou outros programas, fazer a referência no texto para atribuir o devido crédito. Ex: Assista à reportagem da TV UFSC.

 

Atendimento à imprensa

O atendimento aos veículos de comunicação de Santa Catarina e de outros estados é atividade fundamental da Agecom. Diariamente, a equipe é solicitada a indicar especialistas em diversas áreas do conhecimento. Para agilizar esta demanda, a Agecom possui uma lista institucional disponível em seu site.

É importante destacar que a Agecom somente indica as fontes. Cabe ao solicitante agendar entrevistas, enviar perguntas, enfim, apurar os dados e redigir a matéria, no tempo estipulado pelo veículo em que trabalha.


 

Atualização do site da UFSC

Para a atualização do portal da UFSC, a Coordenadoria de Divulgação e Jornalismo Científico possui uma escala semanal, dividida em dois turnos de 5 horas.

Período de atualização: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

O responsável pela atualização deve estar na redação da Agecom para o atendimento ao público e aos meios de comunicação, e também:

1) revisar a edição anterior do site;

2) verificar a necessidade de atualização das matérias em destaque e buscar no arquivo matérias que possam ser reinseridas;

3) verificar o e-mail institucional da Agecom () e elaborar notícias a partir das solicitações de divulgação;

4) trabalhar com a meta de manter a caixa de entrada zerada. Excluir as mensagens, na medida em que as solicitações forem atendidas e respondidas. Repassar ao próximo da escala as pendências. Responder às solicitações avisando da publicação da matéria;

5) verificar nos sites institucionais matérias que possam ser de interesse amplo;

6) verificar na pasta compartilhada “fot01” quais matérias necessitam de complemento visual;

7) verificar no e-mail solicitações de divulgação e de fontes e, por este e-mail enviar as matérias relevantes para a imprensa;

8) orientar os estagiários quanto à Política Editorial e às normas da redação jornalística. Após esta etapa, enviar para a revisão gramatical.

 

Política editorial atualizada em março de 2016 pela Divisão de Gestão de Contéudo, a partir das informações previamente publicadas no portal da Agecom.